De Amicitia

Agosto 15, 2007

Si tuviese al justo de enemigo,
sería la justicia mi enemiga.
A tu lado en el campo victorioso
y junto a ti estaré cuando el fracaso.
Tus palabras tendrán tumba en mi oído.
Celebraré el primero tu alegría.
Aunque el fraude mi espada no consienta,
engañaremos juntos si te place.
Saquearemos juntos si lo quieres,
aunque mucho la sangre me repugne.
Tus rivales ya son rivales míos:
mañana el mar inmenso nos espera.
              
 

Julio Martinez Mesanza

9 Respostas to “De Amicitia”

  1. Manuela said

    “A good companion shortens the longest road, imagine what a good friend will do.”

  2. shmagal said

    “Non aqua non igni locis pluribus utimur quam amicitia”. [Cícero, De Amicitia 22].

    Nem da água nem do fogo nos valemos em mais circunstâncias do que da amizade…

  3. muito bem dito, shmagal ;))

  4. Amarino said

    Pelo que percebi, está fantástico, não sei se percebi da forma adequada, mas no meu ver e compreender está óptimo. ;)

  5. as x o perceber é o menos importante…as x sente se sem entender

  6. Marta said

    Nem tudo tem que ser entendo (acho)…
    Eu gostei!

  7. Marta said

    :S
    queria dizer entendido…

  8. tkm said

    estamos em força novamente…

  9. nunca o deixamos de estar!?¿!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: